Blog de Receitas

Post em Destaque

Receitas da Helena - Paçoca de Pinhão

 “ Os índios escolhiam capões de pinheiros para construir suas cabanas, pois em torno deles garantiam sua alimentação com os bandos de pássaros, antas, catetos, cutias e tatus que vinham em busca do pinhão, a semente da árvore” – contavam os livros de histórias. Os índios processavam a paçoca de pinhão, a iguaria com a qual receberam os desbravadores, muito tempo antes do Brasil ser completamente descoberto. Os pinhões eram assados numa fogueira, descascados e depois moídos com pedras lisas pelos nativos, que também presenteavam com enormes cestos de frutas, sorridentes e civilizados. Com esta iguaria, na sombra assustadora de um pinheiro enorme, o descobridor das Cataratas do Iguaçú, o adelantado espanhol Dom Cabeza foi recebido aos pés das fogueiras onde se sentavam os chefes das tribos e a ele foi ofertada a comida reservada a visitantes ilustres, paçoca feita com farinha de pinhão, conforme contado pelo historiador paranaense Romário Martins.

Conviveu por muito tempo com os nativos das três fronteiras, até ser chamado de volta à Espanha pelos Reis Católicos, Isabel e Fernando. Escreveu depois um pequeno livro onde conta sua saga. Só lhe restava a memória gustativa e esta sim, recordava os incríveis doces de abóbora apurados até adquirir o alaranjado do arco-íris, os caldos aveludados e de textura grossa das batatinhas-salsa amarelas que suas criadas preparavam para a ceia das noites frias de inverno. A calabaza assada no forno salpicada de açúcar, cuja casca ficava dourada e crocante podendo ser comida como num oferecimento aos deuses da terra, e o cheiro embriagador das frutas silvestres prontas para serem transformadas em doces açucarados em mel, eram lembranças que só a ele pertenciam, uma herança intransferível. Mas o que ele sabia, nunca mais provaria, eram os pinhões assados no mato, no fogo das grimpas dos pinheiros. Colhidos pelos índios que subiam nos pinheiros sustentados através de tiras de imbira, munidos de coivaras de bracatinga, com as quais derrubavam as pinhas. Comidos com as mãos, como num comer lento das tardes de domingo. Eram lembranças somente suas, e estariam guardadas para sempre em sua memória, como um presente.

 Ingredientes:

1 kg de Pinhão

300 gr de bacon em cubos, frito até ficar crocante

 

Modo de Fazer:

Cozinhe o Pinhão em panela de pressão por uma hora. Descasque.

Frite o bacon até ficar crocante e escorra a gordura.

Coloque no processador 1 colher de sopa de bacon e triture. Em seguida, coloque 3 colheres de pinhão e processe aos poucos, até misturar bem. O ideal é que fique com uma textura de areia grossa. Pode utilizar o liquidificador, pulsando e aumentando as medidas de bacon e pinhão sem sobrecarregar o aparelho. 


Dicas: Esta é a base para guarnições e recheios. Pode ser congelada. Para aquecer, leve tampada ao microondas por 5 minutos. Caso queira, pode acrescentar cebola dourada, linguiças e carnes diversas.

Para cozinhar o pinhão, coloque de molho na noite anterior ou até absorva água. Isto vai fazer com que, ao cozinhar, ele estufe e abra a pontinha da casca. Sairá com mais facilidade, basta apertar com o lado cego da faca.

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

  Siga-me e receba Atualizações
  • Facebook Social Icon
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now